• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Terça-feira, 16 de Abril de 2019

Jornalista torturado pela milícia é tema do Conversa com Bial
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Sexta-feira, 12 de Abril de 2019

Danilo Gentili sofre nova condenação agora em processo de Marcelo Freixo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > internacional

Política - Internacional

 

Quinta-feira, 11 de Abril de 2019

Assange é entregue de bandeja por governo servil do Equador

Assange: prisão e futuro incerto nas mãos do governo britânico
Assange: prisão e futuro incerto nas mãos do governo britânico

Durante sete anos o governo do Equador, na gestão de Rafael Correa, protegeu o fundador do Wikileaks. O atual presidente, Lenin Moreno, decidiu atender a um pedido da Polícia Britânica e do governo americano e entregar Assange que vazou informações sigilosas sobre ações do governo americano envolvendo sabotagens e espionagens - entre elas algumas ocorridas contra os interesses do Brasil. Assange poderá ser deportado para os Estados Unidos onde poderá até ser condenado à pena de morte. A informação é do El País. A polícia admitiu que o jornalista Assange pode ser extraditado para os EUA.



A Polícia Metropolitana do Reino Unido prendeu, nesta quinta-feira, Julian Assange, cofundador do Wikileaks, após o Equador lhe retirar o asilo diplomático, segundo divulgou a própria polícia via Twitter. O presidente de Equador, Lenín Moreno, também confirmou na rede social que retirou o asilo diplomático a Assange, que estava desde junho de 2012 na Embaixada equatoriana em Londres. Na mensagem, o mandatário também incorporou um vídeo em que afirma que solicitou ao Reino Unido "a garantia de que o senhor Assange não seria extraditado a um país no qual pudesse sofrer torturas ou pena de morte". "O Governo britânico confirmou por escrito em cumprimento de suas próprias normas", acrescenta Moreno.

Em 2012 Julian Assange teve a prisão decretada por uma ordem europeia emitida pela Suécia. O país escandinavo fez o pedido com base em duas acusações de supostos delitos sexuais, que depois não prosperaram. Assange se refugiou, então, na Embaixada do Equador em Londres em junho daquele ano e, depois de dois meses, o então presidente equatoriano, Rafael Correia, concedeu-lhe asilo. Depois, concedeu também a nacionalidade equatoriana.

Assange, com círculo vermelho, foi levado pela polícia
Assange, com círculo vermelho, foi levado pela polícia  


Com a saída de Correia da presidência em 2017 e a chegada de Lenín Moreno, as relações entre Assange e o Equador deterioraram-se até o ponto de lhe suspenderem o direito de se comunicar - algo que, pontualmente, já ocorria em época de Correia - e impedirem visitas, salvo as de seus advogados. O último episódio foi a retirada do asilo diplomático: "O Equador decidiu soberanamente retirar o asilo diplomático a Julian Assange por violar reiteradamente convenções internacionais e protocolo de convivência", escreveu o presidente equatoriano nesta quinta-feira em um tuite. "Conceder asilo ou retirá-lo é faculdade soberana do Estado equatoriano", acrescentou Moreno.

A Polícia Metropolitana prendeu Assange na própria Embaixada equatoriana na capital britânica, situada em Hans Crescent, segundo uma ordem de o Tribunal de Magistrados de Westminster do 29 de junho de 2012. O cofundador de Wikileaks, uma organização que publicou milhares de documentos secretos norte-americanos, foi posto ao dispor da polícia antes de comparecer ao tribunal.

O Wikileaks escreveu em sua conta oficial no Twitter que "Equador encerrou de forma ilegal o asilo político concedido a Assange em violação ao Direito Internacional". O site destacou que "Julian Assange não saiu da embaixada" e "o embaixador equatoriano convidou a policial britânica para entrar".

 

Veja também:

>> Danilo Gentili é condenado por injúria contra Maria do Rosário

>> Moro chama assassinato do Exército de "incidente"

>> Em artigo, Requião afirma: "Lula é culpado"

>> Surpresa na pesquisa Vox Populi? 26% satisfeitos com Bolsonaro

>> Bob Fernandes: 80 tiros que mataram um trabalhador

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Assange é entregue de bandeja por governo servil do Equador
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!